Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal Institucional - Back Office
agenda contactos
page background image
casa-da-pesca-vandalismo
Publicado 10/05/2019 às 17:04

Casa da Pesca é alvo de pilhagens e vandalismo

Além do agravamento do estado de degradação, a Casa da Pesca, classificada como Monumento Nacional em 1940, tem vindo a ser alvo de pilhagens e de vandalismo, enquanto o processo da sua transferência para a autarquia de Oeiras, que tem 8 milhões de euros para investir na reabilitação do conjunto monumental, se arrasta na Direção Geral do Tesouro, devido à burocracia.

O monumento, que faz parte da antiga Estação Agronómica Nacional e que é propriedade do Estado, afeto ao Ministério da Agricultura, trata-se de um exemplo particular da arquitetura de veraneio do século XVIII. Inclui também um jardim, uma cascata (provavelmente a maior cascata barroca portuguesa) e um lago, onde em tempos terá pescado a rainha D. Maria I. A Casa da Pesca encontra-se vedada ao público, abandonada, degradada e em risco de ruína. Vários painéis de azulejos foram, agora, roubados, bem como outras peças ornamentais de grande valor histórico e cultural.

O estado de degradação do Património do Estado no concelho de Oeiras é uma grande preocupação para Câmara Municipal, que há muito reclama a transferência destes imóveis, no sentido de os reabilitar, preservar e colocar à disposição das pessoas.

O Presidente do Município, Isaltino Morais, explica que:

"Temos projetos em estudo para a reabilitação de todos os edifícios do concelho que são propriedade do Estado e que estão em risco de ruína e/ou visivelmente degradados, como é o caso da Casa da Pesca, mas também da Quinta da Cartuxa".

 

casa da pesca 2 redim.jpg 

 

"Temos 8 milhões de euros para investir na recuperação do conjunto monumental da antiga Estação Agronómica Nacional, no qual se inclui a Casa da Pesca, e 4 milhões para a Quinta da Cartuxa. Já foram redigidas várias minutas de protocolo e sempre chegámos a entendimento com os diferentes Ministérios, mas depois o processo passa para Direção-Geral do Tesouro e não avança. Quando não defendemos o nosso património, estamos a desprezar a nossa cultura", explica o Presidente.

 

Recorde-se que, no passado dia 22 de abril, o Município de Oeiras celebrou um protocolo com o Ministério da Defesa para assegurar a manutenção, conservação e valorização dos jardins, cascata e conjunto escultórico da Quinta Real de Caxias. No mesmo dia, o Governo lançou o concurso público para a concessão do Paço Real de Caxias, através do programa Revive, que tem como objetivo valorizar e recuperar o património sem uso em diversos pontos do país.

A Quinta Real de Caxias (Paço e Jardins) era outro património do Estado que também estava ao abandono e em elevado estado de degradação e que a Câmara de Oeiras reclamava há mais de 10 anos que fosse transferido para a autarquia para que se procedesse à sua reabilitação.

notícia
Publicado 01/09/2020 às 11:38
Igreja de Paço de Arcos completa no concerto inaugural do novo órgão de tubos
Instrumento musical recuperado através de apoio financeiro de 100 mil euros dado pela Câmara Municipal de Oeiras.
Publicado 31/08/2020 às 18:24
Novo Órgão de Tubos da Igreja Paroquial de Paço de Arcos
No passado dia 30 de agosto o Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais esteve presente na cerimónia de Bênção do novo Órgão de Tubos da Igreja Paroquial de Paço de Arcos.
Publicado 31/07/2020 às 12:28
A Casa da Quinta dos Sete Castelos vai ser recuperada e transformada numa residência para cientistas
O objetivo é recuperar o património arquitetónico, respeitando as suas características originais mas dotando-o de condições de conforto para se tornar numa residência para cientistas.
Publicado 24/07/2020 às 15:22
Abertura de procedimento de classificação da Igreja de São Pedro
Publicado 02/07/2020 às 16:41
Município de Oeiras financia em 100% a requalificação da Igreja Matriz de Oeiras
No âmbito da política de Preservação do Património Cultural existente no concelho, o Município de Oeiras está a proceder à requalificação da Igreja Matriz de Oeiras, localizada em pleno Centro Histórico da vila (Largo 5 de Outubro).
Casa da Pesca é alvo de pilhagens e vandalismo