Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal Institucional - Back Office
agenda contactos
Publicado 05/07/2017 às 11:27

Oeiras reforça apoio ao empreendedorismo

O Oeiras HUB visa apoiar a criação de pequenos negócios e incrementar a relação entre as empresas e a comunidade
 

​Desde o final do mês de junho que o Palácio Flor da Murta, em Paço de Arcos, está de portas abertas. Portas abertas ao público, à criatividade e ao empreendedorismo.

Gotcha, H2N, MadStudios, Megafinalistas, Megasnowtrips, New Sheet, One Punch e WAM são para já as empresas de componente criativa nas áreas do digital, eventos, produção audiovisual, turismo e música que desenvolvem a sua atividade a partir deste palácio quinhentista.

“O Palaceo pretende afirmar-se como um cluster de referência para empresas criativas e inovadoras. Hoje temos já oito empresas residentes, mas o espaço tem capacidade para integrar muitas mais. Ao adicionarmos, no mesmo local, várias empresas com um grande potencial empreendedor, pretendemos criar uma nova sinergia que assenta não só nas necessidades criativas e de empreendedorismo de Oeiras, mas que também proporcione toda uma panóplia de serviços inovadores”, explica André Cunha, um dos sócios do projeto.

Em paralelo, o Palaceo pretende integrar uma componente cultural, com concertos, exposições, formações e workshops, promovidos pelas empresas residentes em conjunto com a Câmara Municipal de Oeiras e a Oeiras Viva.

“Oeiras conta já com uma forte presença das áreas da tecnologia e inovação devido à grande concentração de multinacionais. Com a recente inauguração da Fábrica de Startups e do Palaceo colocamos Oeiras no mapa dos concelhos que mais investem no empreendedorismo e no desenvolvimento de novos negócios. Este será um espaço dedicado à criatividade – no seu sentido mais abrangente – e à cultura”, elucida Paulo Vistas, presidente da Câmara Municipal de Oeiras.

A Fábrica de Startups é outro dos vetores desta política de apoio à criação de novos negócios. Inaugurada no dia 13 de junho em Paço de Arcos, no edifício do antigo LEMO, a estrutura presta serviços de consultoria na criação e desenvolvimento de empresas, através de uma metodologia desenvolvida para acelerar o processo de criação, validação e internacionalização de startups que passa por diversas etapas: apoio à ideia de negócio, seleção de potenciais clientes, criação de valor, incremento de relações de negócio, promoção de receitas, planeamento financeiro e apresentação.

Organização dinamizadora do desenvolvimento económico do concelho, a Fábrica de Startups funciona, assim, como um espaço destinado a captar, fixar e desenvolver competências e conhecimentos, através da promoção e estímulo da criatividade e inovação, num ambiente promotor de empreendedorismo.

A Fábrica de Startups resulta de uma parceria firmada entre o Município e a Valuexpand – Associação para o Desenvolvimento do Empreendedorismo e Apoio ao Empreendedor, entidade que tem como fim promover uma cultura de inovação e empreendedorismo para apoiar o empreendedor em organizações públicas e privadas, contribuindo para o desenvolvimento de novas empresas em todas as áreas da atividade económica e a criação de parcerias com entidades públicas ou privadas que de alguma forma possam promover a missão do empreendedorismo e apoio ao empreendedor.

Palaceo e Fábrica de Startups são os mais recentes passos do Plano de Ação Municipal para o Emprego e Empreendedorismo – Oeiras HUB que tem como objetivos fomentar o espírito empreendedor, com particular incidência em grupos específicos de munícipes, promovendo uma educação para o empreendedorismo.

O plano visa ainda a promoção da inclusão, do emprego e da requalificação do tecido económico e social de Oeiras, através do apoio à criação de pequenos negócios, do incremento da relação empresas-comunidade-munícipes, bem como a criação de uma rede sustentável de apoio ao emprego e empreendedorismo, nas suas diversas formas e vertentes e a promoção de competências e qualificações profissionais, facilitando assim os processos integrativos dos jovens e dos adultos desempregados. 

Recorde-se que neste âmbito o Município vem desenvolvendo projetos como a Rede de Emprego e Empreendedorismo de Oeiras, a promoção de mostras de oportunidades de emprego, o trabalho de proximidade efetuado no âmbito dos Gabinetes de Inserção Profissional, ações de formação e de reforço de competências.

A par desses, destaque ainda para o projeto Escolas Empreendedoras e para a criação da Fábrica do Empreendedor.

O primeiro pretende formar, educar e sensibilizar as crianças e os jovens para uma cultura de empreendedorismo e para o desenvolvimento de competências e atitudes diferenciadas ao nível da criatividade, autonomia, cooperação e capacidade de adaptação perante situações novas.

Quanto à Fábrica do Empreendedor, resulta de uma parceria entre o Município e a Agência de Empreendedores Sociais e tem como finalidade promover a empregabilidade através de um trabalho em rede com a comunidade, o tecido empresarial e as organizações sociais locais.

Na mesma linha, e em resultado de uma parceria com a Associação Empresarial da Região de Lisboa (AERLIS), foi criado o Gabinete de Apoio ao Empreendedor cujo objetivo geral é prestar apoio direto e de proximidade a todos os que pretendem abrir o seu próprio negócio.

O Gabinete de Apoio ao Empreendedor tem como missão promover e apoiar o empreendedorismo local, fomentar o espírito empresarial e o autoemprego.

Em matéria de empreendedorismo foi ainda constituído um consórcio de empresas, associações, instituições de ensino, cooperativas e instituições de solidariedade social designado RedOeiras+.

Esta rede, composta atualmente por cerca de 20 entidades, tem como missão o desenvolvimento socioeconómico local, constituindo-se como uma parceria habilitada, empenhada e de ação integrada na promoção da empregabilidade e no fomento do empreendedorismo.


 

Plano de Ação Municipal para o Emprego e Empreendedorismo – Oeiras HUB

 

Visa fomentar o espírito empreendedor, com particular incidência em grupos específicos de munícipes, promovendo uma educação para o empreendedorismo; promover a inclusão, o emprego e a requalificação do tecido económico e social de Oeiras, através do apoio à criação de pequenos negócios, do incremento da relação entre empresas e a comunidade; criar uma rede sustentável de apoio ao emprego e empreendedorismo, nas suas diversas formas e vertentes; promover as competências e as qualificações profissionais, facilitando assim os processos integrativos dos jovens e dos adultos desempregados.

Alinhadas com os objetivos expostos, as medidas de atuação municipal que têm sido levadas a cabo no âmbito do Programa Oeiras HUB passam pela adoção de políticas ativas de proximidade com os trabalhadores; pela promoção das condições de empregabilidade; pelo reforço das oportunidades de emprego; pela valorização das competências formativas e pelo fomento de medidas e projetos que promovam o empreendedorismo de forma sustentada. A fundamentar tais medidas e no sentido de reforçar a atuação nesta matéria o Município tem vindo a investir na realização de candidaturas a projetos financiados no âmbito dos fundos comunitários Portugal 2020.

 
Oeiras reforça apoio ao empreendedorismo