Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Portal Institucional - Back Office
agenda contactos
page background image
Publicado 14/06/2018 às 15:37

Adega do Palácio Marquês de Pombal aberta ao público

A partir de 19 de junho a Adega do Palácio Marquês de Pombal abre ao público de terça-feira a sábado, entre as 10h. e as 18h.

 

Construída no século XVIII, a Adega do Palácio Marquês de Pombal está classificada pelo IGESPAR como Monumento Nacional, no âmbito do Plano de Salvaguarda do Património Construído e Ambiental do Concelho de Oeiras.

Com arquitetura atribuída a Carlos Mardel, responsável pela reconstrução de Lisboa após o terramoto de 1755, a Adega acompanha a linha estética do Palácio e a conceção geral da Quinta a par das restantes estruturas produtivas do Lagar de Azeite, Casa da Malta e Casa do Alambique, pela riqueza decorativa que tão bem caracteriza aquele período.

Trata-se do piso térreo do edifício que integrava as antigas instalações agrícolas do Palácio e que era utilizado como zona de estágio em madeira do vinho de carcavelos produzido na quinta. Era ali que envelhecia o licoroso, armazenado em balseiros e barricas. Com a região demarcada formalmente ocializada em 1908, os licores aqui produzidos passaram a denominar-se generosos, tal como os vinhos do Porto, Madeira e Moscatel de Setúbal.

Celebramos em 2018 os 110 anos da região demarcada do Vinho de Carcavelos.

Os trabalhos de requalicação da Adega promovidos pelo Município de Oeiras tiveram como objetivo acautelar a preservação deste importante acervo histórico, devolvido agora ao seu uso original, tirando partido das suas características naturais, excelentes para o envelhecimento do vinho de Carcavelos.

Encante-se com este espaço e percorra os seus improváveis 70 metros de comprimento, ladeado pelas fragrantes pipas onde o vinho de Carcavelos Villa Oeiras envelhece com tranquilidade.

 

 

 

  • 30 de outubro
  • Às 21h30
  • Se tudo é energia, qual é o problema da energia?
    O investigador especialista em energias renováveis Manuel Collares Pereira vai abordar esta e outras questões tão relevantes para um futuro não muito distante.
    Entrada livre, condicionada à lotação da sala
  • 23 de outubro
  • Às 21h30
  • Ao reescrevermos vida, estamos a ser Deus?
    O investigador Moises Mallo vai procurar conduzir-nos numa viagem ao futuro da saúde.
    Entrada livre, condicionada à lotação da sala
    Publicado 10/10/2018 às 11:27
    Obras na Capela do Palácio dos Aciprestes
    A Câmara Municipal de Oeiras promoveu a realização de obras na Capela do Palácio dos Aciprestes, que incluíram a aquisição da imagem de Nossa Senhora do Rosário para o retábulo.
  • 16 de outubro
  • Às 21h30
  • Para onde nos leva o Cosmos?
    O comunicador de ciência Miguel Gonçalves vai descodificar temas científicos, conquistas, curiosidades e desafios em redor do Cosmos.
    Entrada livre, sujeita à capacidade da sala
  • 9 de outubro
  • Às 21h30
  • O que muda com a singularidade?
    O investigador Armando Vieira vai orientar-nos nas reflexões em redor desta questão.
    Entrada livre, sujeita à capacidade da sala
    Adega do Palácio Marquês de Pombal aberta ao público